Menu fechado

Caso Miguel: ex-patroa é indiciada por abandono de incapaz com resultado morte

O inquérito que apurou a morte do menino Miguel Otávio Santana da Silva, 5, que caiu do 9º andar de um prédio em Recife, foi concluído hoje (01) , e a Polícia Civil de Pernambuco indiciou Sari Mariana Gaspar Corte Real, a ex-patroa da mãe do menino, pelo crime de abandono de incapaz com resultado morte. Em caso de condenação, o crime prevê de quatro a 12 anos de prisão.

O delegado Ramon Teixeira da delegacia de Santo Amaro informou que os trabalhos investigativos chegaram à conclusão de que Sari Corte Real cometeu o crime porque permitiu que Miguel ficasse sozinho no elevador e esse fato resultou na morte do menino.

“Foi a atuação da moradora [Sari Corte Real], capturada nas imagens, aparentando pressionar a tecla da cobertura, não menos importante, permitindo por uma conduta omissiva o fechamento da porta do elevador e deixando a criança sozinha. Menos de dois minutos depois, a criança caiu para morte”, disse o delegado.

Fonte: Uol

CÁ PRA NÓS:

Faltou carinho e atenção pelo garoto. Triste!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.