Menu fechado

Vamos falar a verdade?

Vamos falar sem meias palavras: O BRASILEIRO ESTÁ SENDO ESCRAVIZADO, e deixar de resistir não é uma opção. Não importa se o injusto agressor está cumprindo ordens seja lá de quem for, tampouco se é POLICIAL, GUARDA DE PREFEITURA OU O DIABO QUE O CARREGUE. REPELIR A INJUSTA agressão para além de ser um direito constitucional e natural do ser humano, é BÍBLICO.

A Lei artigo 25 do Código Penal permite a QUALQUER UM que esteja sofrendo uma injusta agressão NÃO IMPORTA QUEM SEJA O AGRESSOR, A REPELÍ-LO, usando dos meios necessários – meio necessário entenda-se como  aquele que a vítima da agressão dispõe no momento dela – podendo ser uma pedra, uma faca, um revólver, uma espingarda, pedaço de pau, enxada, picareta, uma pistola, um fuzil, uma metralhadora e até um canhão e, a depender do caso,  até uma escavadeira (para se defender, claro). 

Se  a escavadeira está sendo utilizada pelo agressor, melhor usar um fuzil, ou um canhão contra ele. Um bom atirador pode também ser exitoso com uma escopeta que use munição cal. 12.

Ninguém tem autorização para ingressar na sua casa ou no seu estabelecimento comercial (fechado). NINGUÉM! Exceto se lá estiver sendo cometido um crime (flagrante delito), ou mediante ORDEM JUDICIAL. 

Afora essas hipóteses, quem tentar ingressar forçadamente no seu lar ou estabelecimento comercial fechado É INJUSTO AGRESSOR e estará sujeito a ser REPELIDO INCLUSIVE MEDIANTE VIOLÊNCIA FÍSICA (tiros, pedradas, facadas, socos) etc. 

Quem assim agir para se defender, defender sua família ou até estranhos que estejam sofrendo violência injusta,  NÃO IMPORTANDO POR PARTE DE QUEM, estará agindo EM LEGÍTIMA DEFESA PRÓPRIA OU DE TERCEIROS, E NÃO COMETE CRIME. VOU REPETIR: NÃO COMETE CRIME ALGUM QUEM FERE OU ATÉ MATA ALGUÉM EM LEGÍTIMA DEFESA!

Recentemente apareceu na mídia um caso, salvo engano, em Santa Catarina, em que POLICIAIS MILITARES invadiram uma residência na qual uma professora comemorava seu aniversário, e até feriram a tiros algumas das pessoas que lá estavam. 

Uma dúvida: o que levou aquelas pessoas a permitirem aquele crime? Como toleraram tal violência por parte de policiais em cumprimento a decretos de tiranetes de plantão? O que está acontecendo? Se você não é capaz de defender seu templo doméstico, então você merece ser violentado. Que geração de covardes é essa? Nossos ancestrais nos entregaram um País LIVRE e nós vamos repassar aos nossos descendentes uma nação escravizada pelo comunismo demoníaco? Por gestores desonestos que sequer prestaram contas das montanhas de dinheiro que receberam do governo federal exatamente para combaterem a peste chinesa, e fraudaram, desviaram esses recursos e agora querem nos humilhar, ferir, destruir?

Não devemos e não podemos, sob pena de termos que responder perante Deus e as gerações que nos sucederão, permitir que esse estado de coisas continue acontecendo. É bom não esquecer que ninguém será lembrado pelos atos passados, mas sim pelas suas últimas ações neste mundo. Na altura me recordo do General Massimo no filme THE GLADIATOR quando brada aos seus soldados: “O que fizermos nesta vida ecoará pela eternidade”.

Não esperem ser tutelados por Forças Armadas – ou desarmadas, não sei bem – elas estão fazendo um esforço hercúleo para auxiliar o Brasil  contra essa desgraça chinesa. 

Somos nós o POVO os senhores de nossos destinos. As Forças Armadas não irão intervir – e não devem mesmo – em assuntos que dizem respeito a cada um de nós enquanto indivíduo. Agora, se cada um de nós aceita inerte  esses desmandos criminosos e genocidas, e se nada fizermos para mudar isso, então lamento dizer: ESTE PAÍS ESTÁ PERDIDO, E TODOS NÓS MERECEMOS AS CHAMAS DO INFERNO. 

REVOLTEM-SE, REAJAM. Como disse o velho italiano solitário , ex-combatente na Segunda Guerra, nas rua de Palermo: “É PREFERÍVEL SER LEÃO UM ÚNICO DIA DO QUE VIVER 100 ANOS COMO OVELHA”.

(delendas globo et caterva sunt)

Antônio Cerqueira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.