Menu fechado

PM da Bahia inicia movimento que pode levar a greve, depois de execução de soldado

Policiais militares fizeram um protesto em frente ao Hospital Geral do Estado (HGE), na noite de ontem, domingo (28/3), e ameaçaram parar as atividades após o soldado Wesley Soares Góes ser baleado por colegas após ter um surto, na Bahia. A Secretaria de Segurança Pública do estado confirmou a morte do agente.

Em vídeo gravado durante a manifestação e obtido por jornais locais, é possível ouvir os policiais gritando que “a PM parou….”.

Outra manifestação está marcada para esta segunda-feira (29/3), no Farol da Barra, onde ocorreu o caso.

Fonte: Metrópoles

Cá pra nós: situação é grave. Além da execução do companheiro, muitos pms se sentem constrangidos ao prender trabalhadores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.