Menu fechado

Anastácio Queiroz, infectologista -“medidas de cuidados e isolamentos devem ser mantidas após vacinação”

O infectologista e professor da faculdade de medicina da Universidade Federal do Ceará (UFC), Anastácio Queiroz, afirmou que as medidas de cuidados e isolamentos devem ser mantidas mesmo após vacinação. Em entrevista à rádio O POVO CBN na manhã desta sexta, 2, respondeu dúvidas dos ouvintes sobre os cuidados pós vacinação.

Quando questionado se as pessoas que já foram vacinadas podem confraternizar em família neste feriado, ele respondeu que o momento é de manutenção dos cuidados e que as liberações só podem ser discutidas quando houver um impacto na queda de infecções. 

Para as pessoas que se movimentam, mesmo estando em isolamento os cuidados devem ser redobrados. “Dentro de casa é impossível ter alguém que não saia, e é assim que a doença se transmite dentro de casa. Antes alguém pedia pra examinar uma pessoa e hoje é a família toda. O número de pessoas infectadas no mesmo núcleo é grande, justamente porque tem um número de pessoas que terminam se movimentando e essas pessoas devem ter cuidados”, alerta Queiroz. 

Outra dúvida dos ouvintes respondida pelo infectologista é sobre quanto tempo quem se infectou pelo coronavírus pode esperar pra tomar a vacina. Anastácio recomenda o intervalo de pelo menos um mês pra quem se infectou tomar a vacina: “como a pessoa formou anticorpos pode ter uma reação e isso, se você prolonga um pouco mais, seria evitado e então essa pessoa teria os benefícios da vacina e menos riscos”, explica. De acordo com a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), o prazo é de pelo menos 28 dias.

Fonte: O povo online

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.