Menu fechado

Delegado diz que mãe de Henry protegeu vereador

Segundo o delegado Henrique Damasceno, Monique, mãe do garoto Henry, que foi brutalmente espancado, segundo a polícia civil, depôs por 4 horas “criando uma história fantasiosa para proteger Dr. Jairinho” e que não resta dúvida da autoria do crime.

A Autoridade Policial acrescentou que ambos são acusados de homicidio qualificado por meio cruel com múltiplas lesões caracterizando uma rotina de agressões, e impossibilidade de defesa.

Detalhes da investigação:

A lesão que causou a morte do garoto de 4 anos foi a hepática.

Vereador tentou impedir que o corpo do garoto fosse levado para o IML.

Casal é suspeito de ameaçar testemunhas.

Babá relatou agressões do vereador em tempo real à Monique, que não tomou nenhuma providência. Ela mentiu em depoimento (babá).

A prisão temporária foi decretada por 30 dias em virtude de trata-se de crime hediondo.

Cá pra nós: Crime cruel que envolve diretamente a mãe de Henry que escolheu o vereador e enterrar o filho de todas as formas possíveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.