Menu fechado

Depois do atraso na entrega de lotes de vacina, Fiocruz bate recorde na produção

Mais de 5 milhões de doses foram entregues nesta sexta (23) ao Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, 500 mil a mais do que o previsto inicialmente para esta semana.

Depois do atraso na entrega de lotes da vacina contra a Covid nos últimos meses, nesta semana a Fiocruz bateu um recorde na produção.

Um caminhão leva esperança. Nesta sexta-feira (23), um novo carregamento da vacina Oxford/AstraZeneca saiu do laboratório Bio-Manguinhos, da Fiocruz. As mais de 5 milhões de doses foram entregues ao Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde, 500 mil a mais do que o previsto inicialmente para esta semana.

“Nós não estamos trabalhando com folga, estamos trabalhando com o que a gente produz, controle e libera a entrega. Para você ter uma ideia, desses 5,2 milhões que nós entregamos hoje, teve lote que foi liberado hoje. Então, a gente está tralhando assim em cima do laço”, disse o diretor de Bio-Manguinhos/Fiocruz, Maurício Zuma.

Com a remessa desta sexta, a Fiocruz atingiu a marca de 20 milhões de doses entregues. Em janeiro e fevereiro, 4 milhões da Oxford/AstraZeneca importados da Índia já prontos foram distribuídos. Em março, teve início a produção nacional com o Ingrediente Farmacêutico Ativo, o IFA, trazido da China, mais 2,8 milhões de doses. Em abril, até agora,13,2 milhões.

A produção vai se recuperando aos poucos, depois de atrasos que obrigaram mudanças no cronograma. O IFA demorou a chegar. Houve também a quebra de uma das máquinas no laboratório de Bio-Manguinhos. A Fiocruz mantém o cronograma de entrega de 100 milhões de doses até julho.

Fonte: G1

CÁ PRA NÓS: Seguimos rumo a dias melhores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.