Menu fechado

Inquérito que Sérgio Machado delatou Renan e Jader Barbalho é prorrogado

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, autorizou a prorrogação por 60 dias do inquérito que investiga a atuação dos senadores Renan Calheiros e Jader Barbalho, integrantes da cúpula do MDB, em um esquema de corrupção na Transpetro, subsidiária da Petrobras. O delegado Felipe Alcântara de Barros Leal, da Polícia Federal, pediu o prazo adicional de 30 dias devido ao afastamento do titular da unidade em decorrência da infecção pelo novo coronavírus.

A Procuradoria-Geral da República concordou, “considerando necessária a complementação do acervo indiciário “. Fachin, no entanto, permitiu o dobro do prazo requerido para a conclusão da investigação. O inquérito baseia-se em acordos de colaboração premiada que denunciam fraudes em contratos firmados entre a Transpetro e o consórcio Estaleiro Atlântico Sul. Em delação, Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro, afirmou que repassou 32 milhões de reais em propinas a Renan e 4,3 milhões de reais a Jader Barbalho.

Fonte: Crusoé

CÁ PRA NÓS: As acusações são gravíssimas e merecem profunda investigação e rápida conclusão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.