Menu fechado

Urgente: Justiça Federal impede que Renan seja relator da CPI

A Justiça Federal atendeu a pleito da Deputada Federal Carla Zambelli (PSL – SP) e em decisão liminar proibiu que Renan Calheiros assuma a relatoria da CPI do covid.

“Nesse contexto, é de afirmar, de forma clara e objetiva, sem qualquer externação de subjetividade volitiva, que o senador Renan Calheiros não tem a dignidade e ombridade que o admitam desenvolver tão importante missão, faltando-lhe a ilibada reputação que inspira a segurança jurídica necessária para manter o curso dos trabalhos nos limites da propositura deflagadora da persecução legislativa”, afirma a ação, citando processos a que o senador responde.

Além de afirmar que o senador do MDB já manifestou publicamente críticas ao governo em redes sociais e na imprensa, a peça também afirma que Renan estaria impedido de assumir a relatoria por ser pai do governador de Alagoas, Renan Filho.

CÁ PRA NÓS: A decisão foi do juiz Charles Renaud, da 2ª Vara Federal de Brasília. A ação popular foi de autoria do advogado cearense Sormane Freitas.

2 Comentários

  1. Anônimo

    O que pode se esperar de uma CPI com uma relatoria de um homem indigno e um presidente que tem o mesmo procedimento?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.