Menu fechado

Gilmar abre caminho para anular ação penal contra advogados que teriam desviados 151 milhões

O ministro Gilmar Mendes abriu o caminho nesta terça-feira, 27, para anular a ação penal aberta pela Lava Jato do Rio de Janeiro contra os advogados acusados de desviar 151 milhões de reais da Fecomércio fluminense. Entre os réus estão os defensores do ex-presidente Lula, da família Bolsonaro e o filho do presidente do Superior Tribunal de Justiça, Humberto Martins. 

O julgamento na Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal, porém, foi suspenso por um pedido de vista do ministro Kassio Marques, que disse precisar de mais tempo para elaborar o seu voto — a reclamação feita pela Ordem dos Advogados do Brasil está na pauta há mais de um mês.

Além dele, também faltam votar os ministros Ricardo Lewandowski, Edson Fachin e Cármen Lúcia. Em seu voto, Gilmar acolheu a maior parte dos argumentos apresentados pela OAB na reclamação feita contra os procuradores da extinta força-tarefa da Lava Jato do Rio e o juiz federal Marcelo Bretas.

Fonte: Crusoé

CÁ PRA NÓS: Essa sim é a boiada passando……

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.