Menu fechado

Alessandro acusa Heinze de fake news na CPI e entra com representação no Conselho de Ética

O senador Alessandro Vieira, do Cidadania de Sergipe, anunciou que entrará com uma representação no Conselho de Ética do Senado contra o senador Luis Carlos Heinze, do PP do Rio Grande do Sul, por possível disseminação de informações falsas na CPI da Pandemia.

Para Alessandro, “o contexto que a gente vem vivendo na CPI com reiteradas, tentativas de desinformação, a repetição apesar dos alertas feitos pela mesa e por colegas de que documentos e dados que não correspondem a verdade estão sendo reiteradamente apresentados. Eu informo a comissão que estou apresentando uma representação no Conselho de Ética em face do colega, amigo pessoal, pessoa que eu gosto muito, mas que tá prestando um desserviço ou repetidamente trazendo informações falsas, a CPI e o Senado não podem se prestar a isso”.

Heinze imediatamente retrucou, “as minhas informações não são falsas, pode entrar com a representação, sem problema nenhum”.

CÁ PRA NÓS: Heinze deveria responder com outra representação contra Alessandro, por tentar impedir o exercício de suas funções como parlamentar, dentre elas debater assuntos de interesse nacional e dos estados.

A Constituição Federal é cristalina: Art. 53. Os Deputados e Senadores são invioláveis por suas opiniões, palavras e votos.
§ 5º Os Deputados e Senadores não serão obrigados a testemunhar sobre informações recebidas ou prestadas em razão do exercício do mandato, nem sobre as pessoas que lhes confiaram ou deles receberam informações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.