Menu fechado

Ministro Nunes Marques suspende quebra de sigilo de Élcio Franco e Hélio Angotti

O ministro Nunes Marques, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendeu a quebra de sigilo telefônico e telemático do ex-secretário executivo do Ministério da Saúde Elcio Franco que atuou durante a gestão de Eduardo Pazuello — a quebra havia sido determinada pela CPI da Covid-19 no Senado. Nunes Marques também atendeu ao pedido de Helio Angotti Neto, secretário de Ciência, Tecnologia, Inovação e Insumos Estratégicos em Saúde da mesma pasta.

Segundo Nunes Marques, “não se pode confundir a hesitação de decisores ante dúvidas e incertezas, dadas circunstâncias profundamente aleatórias e complexas criadas pela Covid-19, com crime omissivo”.

“Vai longa distância entre as duas coisas. Quando a pandemia explodiu, no ano de 2020 nem mesmo os mais renomados infectologistas do mundo chegaram à unanimidade sobre quais as exatas medidas que deveriam ser tomadas para combater a pandemia”.

CÁ PRA NÓS: Em poucas palavras o ministro demoliu a espinha central da CPI, conhecida nacionalmente por “CPI da vergonha”, pela forma como vem conduzida, e ainda por alguns senadores que a compõe, sem a mínima estatura moral, para tal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.