Menu fechado

MPCE recomenda que sindicato e instituições de ensino privado desobriguem alunos de realizarem provas e avaliações presencialmente

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio da 11ª Promotoria de Justiça de Fortaleza, expediu recomendações, nesta terça-feira (15/06), para que o Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Estado do Ceará (Sinepe-CE), o Colégio Ari de Sá Cavalcante, Colégio Jim Wilson e demais instituições de ensino privado adotem urgentemente a ampla divulgação sobre a possibilidade de o aluno e seus responsáveis poderem optar pelo ensino presencial ou pela permanência do ensino remoto, sem diferença de tratamento. Desse modo, as instituições de ensino não devem obrigar alunos a assistirem às aulas ou realizarem provas, avaliações ou outras atividades de forma presencial, se esta não for uma opção do aluno e de seus responsáveis.

Fonte: Ascom/MPCE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.