Menu fechado

Fake news: primeiro-ministro não caiu por política de combate ao covid

O primeiro-ministro da Suécia, o social-democrata Stefan Löfven, perdeu nesta segunda-feira (21) a confiança do Parlamento. Os deputados aprovaram pela primeira vez na história política do país uma moção de censura contra um premiê.

O voto de desconfiança teve o apoio de 181 deputados de um total de 349. Stefan Löfven tem agora uma semana para apresentar sua renúncia, ou convocar novas eleições. Ele ocupa o cargo de primeiro-ministro sueco desde 3 de outubro de 2014

O estopim para essa manobra dos adversários e ex-aliados do premiê foi a decisão do governo de suspender o congelamento dos aluguéis, medida adotada durante a pandemia.

Fonte UOL (Com informações da AFP e Reuters)

CÁ PRA NÓS: Parte da imprensa propagou que a moção tinha como causa a condução da pandemia, querendo forçar um paralelo com a CPI do covid. Hora de criar Institutos para checar institutos de checagem. É uma vergonha!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.