Menu fechado

O Inquérito militar que indicia 33 por tentativa de homicídio contra Cid, sem indicar atirador? (veja vídeo)

Segundo reportagem no DN online nesta segunda-feira, 21, um Inquérito Policial Militar indiciou 33 militares, inclusive trás a lista nominalmente, em virtude de uma tentativa de homicídio ocorrida contra o senador licenciado, a época, Cid Gomes, quando este dirigindo uma retroescavadeira forçou passagem contra a entrada de quartel em Sobral onde os policiais militares realizavam movimento reivindicatório, o que na lei militar se enquadra em motim.

No texto da reportagem diz textualmente “Para chegar aos nomes dos envolvidos foi instaurado Inquérito Policial Militar (IPM) e houve quebra do sigilo telefônico autorizado pela Justiça a fim de descobrir quais policiais estavam amotinados no quartel, em Sobral, no fim da tarde (das 17h às 18h) do dia 19 de fevereiro de 2020, data e horário que o senador Cid Gomes foi alvejado a tiros naquela localidade:

Pelo que se infere a responsabilidade para o indiciamento foi escorada na presença dos indiciados na hora do evento no quartel onde se desenrolou a cena que repercutiu nacionalmente, não somente pelo senador ter sido baleado, mas por todo cenário inacreditável.

Até onde se sabe, não existe individualização de conduta, ou seja, quem atirou?, 33 acionaram o gatilho? , 33 agiram premeditamente, em conluio, para o fim de atingir o senador?

A ser completo o quadro traçado pela reportagem, não existe como prosperar uma ação penal nestes termos, nenhum representante do parquet estadual formularia uma denúncia abstrata, sob pena de ser inepta.

Outra pergunta importante, a conduta de Cid foi considerada atípica, não enquadrada por reprovação penal?, está liberado a retroescavadeira como ferramenta para se cometer tresloucado ato?

Redação smp.news

2 Comentários

  1. Anonimo

    DE LOUCO DIZEM QUE TODOS TEM UM POUCO ! DE MALUCO E INRESPONSAVEL E VIOLÊNCIA PARA UM SENADOR ESSA AÇÃO FOI PESSIMA RIDÍCULA E USO POR SER SENADOR , ISSO É DESONROSO PARA O BRASIL E MAIS UMA DESSAS DE UM FERREIRA GOMES

  2. LOURINALDO BEZERRA

    Se Cid Gomes fosse sério e se não tivesse intenção de matar alguém, não teria investido contra seres humanos indefesos contra uma máquina daquele tamanho. Ele, além de criminoso, é um tremendo farsante ao simular ter sido baleado. Se tivesse levado os dois tiros no local que alegou ter tomado, teria ido para o inferno e nunca mais atormentaria ninguém com seus gestos tresloucados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.