Menu fechado

Lula faz críticas aos EUA e elogios à China Comunista, em entrevista ao portal chinês Guancha

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) elogiou o “partido político forte” da ditadura comunista da China e fez críticas aos EUA por supostamente “mandarem” na Lava Jato para tirar o PT do poder. As declarações foram dadas em entrevista publicada no fim de semana pelo portal de notícias chinês Guancha.

Segundo Lula, o Partido Comunista chinês tem força e poder para fazer com que a população cumpra suas decisões. A declaração de Lula foi dada num contexto em que ele parabenizava as medidas de combate à pandemia do coronavírus na China.

A China é um produto da revolução liderada pelo presidente Mao [Tse Tung] em 1949. Esse partido na China tem poder e um governo forte. Quando tomar decisões, o povo respeitará essas decisões. Isso é algo que não temos no Brasil”, disse Lula na entrevista – publicada em chinês e traduzida para o português pela Gazeta do Povo.

Lula aproveitou a mesma entrevista para criticar o combate à Covid-19 no Brasil. O petista afirmou que o governo do presidente Jair Bolsonaro é irresponsável no trato com o coronavírus e que o país poderia ter tomado medidas preventivas.

“Poderia ter se preparado melhor para cuidar do povo brasileiro”, disse Lula. “Pode-se dizer que, quando o Brasil começou a comprar vacinas, já estava comprometido pelo vírus e muitas pessoas já haviam se infectado. Portanto, o Brasil está pagando o preço por essa irresponsabilidade.”

Lula também afirmou que o governo brasileiro promoveu provocações à China por ordem do ex-presidente americano Donald Trump. A gestão Bolsonaro é acusada de ter atrapalhado a importação de insumos para as vacinas com declarações antichinesas.

O contexto das declarações eram de parabenização das medidas contra o coronavírus adotadas pela China. “Na verdade, o mundo provou, a ciência provou, Europa, China e outros países mais responsáveis provaram que a melhor solução para o coronavírus é o isolamento social, seguido de vacinas”, disse o Lula. “Portanto, gostaria de apresentar meus respeitos e parabéns a esses governos responsáveis. Gostaria de parabenizar o governo chinês e os médicos chineses e o sistema de prevenção de epidemias.”

A entrevista de Lula ao Gancha, um dos principais portais da China, ocupou posição de destaque no site, sendo veiculado logo abaixo de uma matéria com o presidente chinês, Xi Jinping. Além disso, a entrevista com os elogios do petista ao PC foi publicada num momento simbólico: às vésperas do centenário do Partido Comunista Chinês, na quinta-feira (1.º).

Segundo ainda matéria da Gazeta do Povo, Lula aproveitou a mesma entrevista para criticar o combate à Covid-19 no Brasil. O petista afirmou que o governo do presidente Jair Bolsonaro é irresponsável no trato com o coronavírus e que o país poderia ter tomado medidas preventivas.

“Poderia ter se preparado melhor para cuidar do povo brasileiro”, disse Lula. “Pode-se dizer que, quando o Brasil começou a comprar vacinas, já estava comprometido pelo vírus e muitas pessoas já haviam se infectado. Portanto, o Brasil está pagando o preço por essa irresponsabilidade.”

Lula também afirmou que o governo brasileiro promoveu provocações à China por ordem do ex-presidente americano Donald Trump. A gestão Bolsonaro é acusada de ter atrapalhado a importação de insumos para as vacinas com declarações antichinesas.

CÁ PRA NÓS: Entendemos ser muito grave a entrevista dada pelo ex-presidente Lula à um portal de notícias da China Comunista, como noticiou a Gazeta do Povo. Atinge diretamente a soberania do país e se submete com elogios a um regime de força.

O povo chinês obedece sem questionar porque Lá o regime é de autoritarismo, ditadura, onde não existe espaço para democracia. Preocupante!

https://www.guancha.cn/LuLa/2021_06_26_595869.shtml




1 Comentário

  1. Jonas M Pereira

    Este ladrão, vc está livre porque soltou propina por todos os cantos deste País, ainda ficando galo decorando depenado! Hipócrita!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.