Menu fechado

Mulher não vacinada foi infectada simultaneamente por duas variantes do coronavírus

Uma mulher belga de 90 anos morreu, em março deste ano, após ser infectada pelas variantes do novo coronavírus Alfa, encontrada primeira vez no Reino Unido, e Beta, primeira aparição África do Sul, ao mesmo tempo. Pesquisadores acreditam ser o primeiro caso documentado desse tipo, mostrou um estudo científico congresso neste domingo. 

O caso foi discutido no Congresso Europeu de Microbiologia Clínica e Doenças Infecciosas (ECCMID), neste fim de semana, e mostra a possibilidade de pegar duas variantes do SARS-CoV-2 simultaneamente, disse os organizadores do encontro cinetífico em um comunicado.

Cientistas e médicos lembraram que as duas variantes circulavam em Bruxelas, na Bélgica, quando a idosa foi infectada. Além disso, ela deve ter contraído a infecção de duas pessoas diferentes.

A mulher, que foi tratada em um hospital em Aalst, perto de Bruxelas, não foi vacinada, disse a emissora pública belga em holandês VRT. A Bélgica, como grande parte da União Europeia, enfrentou problemas de entrega de vacinas no início de 2021 e seu programa de vacinação começou lentamente.

Fonte: R7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.