Menu fechado

Vereadora envolvida em Chacina toma posse virtualmente como presidente de Câmara, direto da cadeia

Não, não é fake!

No Município de Ibaretama, no Estado do Ceará, o que a princípio parece uma conversa de trancoso, é apenas mais um fato em uma nação doente e sem reação.

Edivanda de Azevedo, de 46 anos, presa desde dezembro do ano passado acusada de participação em uma chacina no município que vitimou sete pessoas, tomou posse hoje, quarta-feira, 22, em sessão virtual, direto da cadeia, na presidência da Câmara Municipal.

O crime ocorreu no dia 26 de novembro de 2020, quando homens armados invadiram uma casa e assassinaram sete pessoas, incluindo uma criança de 7 anos. Conforme a Polícia Civil, a chacina foi provocada por disputas de organizações criminosas.

As investigações a época, apontaram a atuação da vereadora de auxiliar os executores, ou seja, ela teria dado apoio logístico e material para que o crime ocorresse. Os dois filhos dela também teriam contribuído com a ação criminosa, repassando informações dos alvos, bem como dando assistência aos executores nos momentos que antecederam as mortes e após o crime.

A Delegacia Regional de Quixadá cumpriu os mandados de prisão preventiva contra a vereadora e dois filhos. Três outras pessoas estão foragidas.

CÁ PRA NÓS: A vereadora está presa no Instituto Penal Feminino Auri Moura Costa, em Aquiraz, área metropolitana de Fortaleza, e nega participação no crime.

Correção: A vereadora tomou posse por medida judicial no cargo, não na presidência da Câmara Municipal.

3 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.