Menu fechado

Corrupção desenfreada: fundo de pensão cobra 1.3 bilhão da Petrobrás

Reparação de prejuízo bilionário

A Funcef, fundo de pensão dos funcionários da Caixa Econômica, cobra 1,3 bilhão de reais da Petrobras na Justiça. A ação de improbidade, que corre em sigilo, foi movida no último dia 15 com base em prejuízos provocados pelos escândalos de corrupção na estatal . O fundo de pensão foi um dos que fizeram aportes no FIP Sondas, criado para investir na Sete Brasil, empresa fundada para explorar o pré-sal. A Lava Jato descobriu que, na empresa, foi reproduzido o mesmo esquema de pagamento de propinas a partidos e executivos que já existia na Petrobras.

Fonte: Crusoé

CÁ PRA NÓS: Ou o Brasil detém a corrupção, ou a corrupção acaba com Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.