Menu fechado

Fundação Roberto Marinho é inabilitada para receber recursos públicos

A Fundação Roberto Marinho foi inabilitada por 3 anos para captação de recursos públicos, pois, teve prestação de contas reprovada no projeto de construção da nova sede do Museu da Imagem e do Som, no Rio de Janeiro, em Copacabana, cujo valor direcionado foi de R$ 36,2 milhões.

A Portaria de n° 32/21, teve origem no Ministério do Turismo, sendo assinada pela subsecretária de Gestão de Fundos e Transferências da pasta, Fabíola Rocha, e publicada no Diário Oficial da União. Ressalte-se que o documento também solicita a devolução de R$ 54 milhões ao Fundo Nacional de Cultura (FNC).

2 Comentários

  1. Solimar Nobre da Cunha

    Tudo de corrupção quê envolve a família Marinho, está aos poucos vindo a tona, imagino quando investigarem os milhões que são doados ao Criança Esperança! Afinal a lei Roane era tbm um absurdo!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.