Menu fechado

Hacker invade sistema do TSE, e log de dados são apagados acidentalmente (veja documentos)

O presidente Jair Bolsonaro e o deputado federal Filipe Barros, presidente da Comissão Especial do Voto Impresso, em entrevista ao programa “pingos nos is”, ontem quarta-feira, 4, trouxe ao conhecimento da grande população brasileira um Inquérito instaurado pela Polícia Federal acerca de uma invasão de hacker no sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) , onde segundo informações teria permanecido meses com esse acesso antes das eleições de 2018.

O movimento do hacker foi detectado pelo Secretaria de Tecnologia da Informação do TSE e comunicado à ministra da época, no caso Rosa Weber, que solicitou ao secretário Giuseppe Dutra Janino (conhecido como pai das urnas eletrônicas, hoje assessor especial do ministro Barroso) que comunicasse para a Polícia Federal a fim de desenvolver investigações.

O que chamou a atenção, conforme exibido ontem, quarta-feira, 4, na Live, foi que quando a autoridade federal requisitou dados da invasão, a resposta do TSE, foi que uma empresa ao fazer manutenção no sistema teria deletado o log de dados acidentalmente.

Em computação, segundo Wikipédia, log de dados é uma expressão utilizada para descrever o processo de registro de eventos relevantes num sistema computacional. Esse registro pode ser utilizado para restabelecer o estado original de um sistema ou para que um administrador conheça o seu comportamento no passado. Um arquivo de log pode ser utilizado para auditoria e diagnóstico de problemas em sistemas computacionais.

  • Conforme prometido em entrevista ao “Pingos nos Is”, pelo presidente Bolsonaro, foi disponibilizado “documentos que comprovam, segundo o próprio TSE, que o sistema eleitoral brasileiro foi invadido e, portanto, é violável”:

Inquérito 1468 da Polícia Federal:

https://bit.ly/2VymI92

Relatório do TSE:

https://bit.ly/3fwXIpT

Ofício da denúncia de fraude:

https://bit.ly/37lJeEQ

Email do servidor hackeado:

https://bit.ly/3joaEPN

4 Comentários

  1. Pedro Melo

    Não escapa um.
    Cadeia para o STF.
    São safados e nos julgam imbecís.
    O povo tá vendo.
    Deputado achacado terá fotos nos outdoor da sua cidade.
    Podem apostar.
    O exército do presidente não o abandonará
    Nunca.
    É só pagar pra ver o desastre.
    Será exposto em praça pública toda sua vida pregressa. Simples assim.

  2. Pedro Melo

    Não escapa um.
    Cadeia pra todos.
    O povo tá vendo.
    Deputados vendidos terão fotos nos outdoor da sua cidade.
    Podem apostar.
    O exército do presidente não o abandonará
    Nunca.
    É só pagar pra ver o desastre.
    Será exposto em praça pública toda sua vida pregressa. Simples assim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.