Menu fechado

Mayra defende vacina, mas se posiciona contra punição a servidor

Em áudio exclusivo para o programa Sem Meias Palavras, a médica e gestora da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Saúde do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, criticou a punição de servidores públicos do Estado do Ceará, conforme projeto de lei enviado pelo Governador Camilo Santana à Assembléia Legislativa, que não desejarem se vacinar. As punições administrativas irão de advertência até demissão do serviço público.

O governador informou que as sanções valem para pessoas que recusarem vacinação sem justificativa médica. 

Mayra deixa claro que defende a vacinação, o que contesta é a imposição, através de penalizações.

Ouça a fala da Dra. Mayra Pinheiro:

6 Comentários

  1. Ok

    Até onde vamos permitir que o sistema político controle até as nossas decisões ? O que significa para “eles” a negativa de se tomar uma vacina ESPECÍFICA? Por que na época da AIDS uma doença terrível e ainda sem cura , nada disso aconteceu?

  2. Rose Pacha

    Parabéns Dra. MAYARA, eu me recuso a tomar essas vacinas, não existe nenhuma segurança sobre os efeitos a longo prazo, eu tomo ANITTA desde o início da pandemia. Nuncá peguei o vírus. Portanto não quero fazer parte do voluntariado que está tomando essas vacinas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.