Menu fechado

Gilmar tranca ação por lavagem de dinheiro e suposto recebimento de propina contra Serra

A ação penal contra José Serra por lavagem de dinheiro e corrupção foi trancada monocraticamente pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, nesta quarta-feira, 25.

O ministro anulou todas as provas obtidas pela extinta força-tarefa da Lava Jato em desfavor do tucano. Segundo o braço paulista da Lava Jato, o tucano teria recebido propina da Odebrecht no âmbito de uma negociação de contrato do governo de São Paulo para a construção do Rodoanel. O Ministério Público Federal e o Ministério Público Eleitoral apuraram suposto caixa 2 de 5 milhões de reais na campanha do tucano ao Senado em 2014.

Gilmar atendeu um pleito da defesa através de uma reclamação em julho de 2020. A justiça Paulista teria usado parte de um processo no âmbito da justiça eleitoral, alegou advogados, o qual teria sido atingido por prescrição.

CÁ PRA NÓS: Sem comentários!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.