Menu fechado

Esposa e policial são condenados pela morte de embaixador grego

O Conselho de Sentença da 4ª Vara Criminal de Nova Iguaçu, na região metropolitana do Rio de Janeiro, condenou Françoise de Souza Oliveira e o policial militar Sérgio Gomes Moreira Filho pelo assassinato do embaixador grego no Brasil Kyriakos Amiridis, em 2016.

Françoise, que era casada com o embaixador, foi sentenciada a 31 anos de prisão, enquanto Moreira Filho foi condenado a 22 anos, inicialmente em regime fechado, informou o Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJ-RJ). De acordo com o Ministério Público, Françoise tinha um relacionamento extraconjugal com Moreira Filho, com quem articulou a morte do marido. A época houve a imputação que ela teria oferecido 80 mil reais pela morte do marido.

O corpo do embaixador foi encontrado carbonizado no interior de um carro embaixo de uma ponte no Arco Metropolitano, na altura do município de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, em dezembro de 2016.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.