Menu fechado

STF arquiva inquérito que apurava repasses de 21 milhões a Aécio, segundo delatores

Conforme decisão da Segunda Turma do STF, nesta terça-feira, 31, o inquérito que investigava supostos repasses milionários da Odebrecht a Aécio Neves em 2014, ano em que concorreu à Presidência, foi arquivado.

A PGR propôs o inquérito em 2017 para apurar eventuais crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, tendo como base acordos de delação premiada de executivos da Odebrecht. Segundo os delatores, foram realizados dois acertos para repasses de R$ 21 milhões a Aécio e aliados.

Ao levar o debate à Segunda Turma, Gilmar Mendes votou pela concessão ao tucano de um habeas corpus de ofício — ou seja, por iniciativa própria.

Com informações O Antagonista

CÁ PRA NÓS: delatores de imaginação fértil?

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.