Menu fechado

Vem de Minas manifesto em defesa da democracia

Na quarta-feira (1º), a Federação das Indústrias de Minas Gerais divulgou manifesto em que ataca o Supremo Tribunal Federal.

Mais de 300 empresários de Minas Gerais divulgaram um manifesto em defesa da democracia e das instituições brasileiras. O texto afirma que a ruptura pelas armas e pelo confronto físico é sinônimo de anarquia, que a democracia não pode ser ameaçada e deve ser fortalecida. Os empresários pedem reformas e o fim de privilégios e da corrupção.

Na quarta-feira (1º) também, a Federação das Indústrias de Minas Gerais divulgou um manifesto em que ataca o Supremo Tribunal Federal.

Mais de 300 empresários de Minas Gerais divulgaram um manifesto em defesa da democracia e das instituições brasileiras. O texto afirma que a ruptura pelas armas e pelo confronto físico é sinônimo de anarquia, que a democracia não pode ser ameaçada e deve ser fortalecida. Os empresários pedem reformas e o fim de privilégios e da corrupção.

Na quarta-feira (1º) também, a Federação das Indústrias de Minas Gerais divulgou um manifesto em que ataca o Supremo Tribunal Federal por decisões que a federação julga tangenciar o cerceamento à liberdade de expressão no país.

Fonte: G1

CÁ PRA NÓS: O STF precisa urgentemente recuar de algumas posições, como inquéritos que atropelam o devido processo legal e a desmonetização de sites, que fragiliza o direito de expressão. Aqueles que cometem crimes devem responder pelos seus atos dentro da baliza legal, entretanto, generalizações são perigosas, e devem ser questionadas por todos, seja por bolsonaristas, lulistas, ciristas ou qualquer corrente política do país. Hoje é para um lado, e amanhã?

De Minas Gerais mais uma vez parte um movimento importantíssimo para a liberdade.

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.