Menu fechado

Depois do voto auditável , imprensa abre guerra contra proibição de pesquisas na véspera e no dia de eleição

Após críticas virulentas deferidas pela imprensa tradicional contra o voto impresso auditável, que foi rejeitado na Câmara Federal, por não ter atingido o número de 307 votos a favor, agora, os canhões são direcionados para a reformulação do Código Eleitoral que pode ser votado nesta semana, no que tange a proibição de divulgação de pesquisas eleitorais em véspera e no dia da eleição.

CÁ PRA NÓS: As grandes redes de mídia usando argumentos pífios, que se assim o fizerem só circularão as clandestinas, fakes, tentam proteger um mercado milionário, que é questionado por muitos parlamentares sérios por verdadeiros “estelionatos” em busca do voto útil. Aqui mesmo nas últimas eleições na Capital e vários municípios como Caucaia e Juazeiro tivemos deformações absurdas.

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.