Menu fechado

“Ninguem é obrigado a cumprir decisões inconstitucionais”, diz Lira (áudio)

O presidente da Câmara, Arthur Lira, ao ser instado a falar do pronunciamento do Presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Luiz Fuz, nesta quinta, 9, que condenou a postura do presidente Bolsonaro em seus discursos nas manifestações do dia da independência buscou balizamento: “ninguém é obrigado a cumprir decisões inconstitucionais”. Segundo o parlamentar, apenas as determinações judiciais “corretas” devem ser cumpridas, “mesmo que se recorra delas”.

CÁ PRA NÓS: Lira foi na mesma linha do ex-ministro do STF Marco Aurélio Mello, “todos esticaram a corda”.

Áudio:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.