Menu fechado

Alcolumbre desconhece pedidos de Senadores e continua barrando Mendonça

Descumprindo seus deveres de presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal, Davi Alcolumbre, segue obstacularizando a sabatina do ex-ministro da Justiça, André Mendonça, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro há mais de dois meses.

Alcolumbre deixa vaga uma cadeira no Supremo Tribunal Federal (STF), o que pode prejudicar julgamentos, no caso de divisão igualitária de seus membros em algumas votação.

Vários partidos e senadores já solicitaram inclusão em pauta da sabatina.

CÁ PRA NÓS: Algumas hipóteses são levantadas. A busca da rejeição in limine do nome sem sequer submeter a sabatina, que decidiria sua aprovação, ou não. A substituição do nome de Mendonça por um próximo do grupo (deles), e por fim alguma barganha ser concretizada. Parte da mídia tradicional tenta imputar culpa de Bolsonaro, por essa “sangria” do indicado. Mais uma narrativa. Talvez, o grande responsável seja o perfil de Mendonça.

2 Comentários

  1. Leon Levy

    Não sei que democracia é esta em que um individuo pode obrigar um Senado inteiro a esperar alguma negociata para atender a uma disposição constitucional de submeter à sabatina o candidato do Presidente à vaga no STF.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.