Menu fechado

CPI quer convocar Queiroga por suspensão de vacina para adolescentes. Governadores que aplicaram não autorizadas são blindados

A CPI da Covid deve convocar novamente o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em virtude da decisão de recomendar a suspensão da vacinação contra a covid em adolescentes sem comorbidades na faixa etária entre 12 e 17 anos. O alegado pelo MS foi uma investigação em andamento de uma jovem de 16 anos que faleceu após alguns dias de ter tomado uma dose da Pfizer, e outras reações detectadas. A suspensão teria o caráter preventivo.

Enquanto, a imprensa tradicional tratou logo de elevar o tom das críticas, inclusive, jornalista de rede nacional denominou a atitude de suspender de Queiroga, de “canalha”, e de que o ministro era o “Pazuello de jaleco”, o comando da Comissão e essa mesma mídia mal toca, e sem nenhuma cobrança, da irresponsabilidade de governadores de terem aplicadas outras vacinas (coronavac e astrazeneca), não autorizadas pela Anvisa em jovens de 12 a 17 anos.

Foram 26.777 adolescentes vacinados irregularmente, já que somente a Pfizer possui autorização de aplicação nesse grupo.

Redação smp.news

CÁ PRA NÓS : Da CPI e de boa parte da imprensa já era esperado o silêncio. O que causa estranheza é o silêncio do Ministério Público diante de tão grave fato. O Ceará não teria sido exceção.

2 Comentários

  1. Denise

    E a criminalização de quem quer vacinar sem garantias? O efeito colateral deve ser cobrado de quem elege vacinação de uso emergencial sem testes de longa avaliação. Isto pode ser um crime contra a humanidade sim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.