Menu fechado

Como a China está comprando o Brasil

Grandes porções de terras compradas e Instituto chinês dentro de faculdades são fatos reais, inclusive recrutando e pagando professores

A reportagem de capa da nova edição da Crusoé mostra como a China – a despeito da gritaria bolsonarista – está comprando o Brasil. A ditadura chinesa avança vorazmente sobre bolsos, corações e mentes brasileiros, com a ajuda de grandes parceiros nacionais e até de um ex-presidente que voltou aos holofotes recentemente.

São investimentos pesados no setor elétrico, em infraestrutura, na agricultura e em lobby político. Mas ações mais sutis, por meio de universidades, think tanks e veículos de comunicação. Tudo sob o olhar criterioso de Pequim. Leia um trecho da reportagem:

O Brasil tem hoje dez unidades do Instituto Confúcio funcionando dentro de universidades públicas e privadas. As escolas, contudo, têm sido criticadas por seu vínculo com as burocracias estatais do Partido Comunista, que recruta os professores e produz o material didático. Temas que podem desagradar à ditadura de Pequim, como a repressão ao movimento democrático em Hong Kong ou a invasão do Tibete, por exemplo, não entram na grade de conteúdo.”

CÁ PRA NÓS: O comunismo-socialismo volta a se erguer com planejamento e disciplina, embalado pelos traidores da Pátria e do povo, e por inocentes úteis. Um dos instrumentos utilizados é que “isso é coisa de conservador, não existe”, dissemina a mídia vermelha. Matéria de leitura obrigatória. Abre o olho Brasil.

3 Comentários

  1. Francisco de sales Silva

    O que me preocupa realmente, é ver pessoas altamente inteligentes e concienciosas ,que agente ama e admira verdadeiramente , se deixarem levar por ESSA onda terrorista e maléfica
    Que salta aos olhos de todos, cruzarem os braços e se afastarem de quem os ama,simplesmente pelo fato de não concordar com essa insanidade demoníaca.
    a

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.