Menu fechado

Justiça do Trabalho condenou a Uber à indenização de R$ 676 mil por assassinato de motorista

A Justiça do Trabalho condenou a Uber à indenização de R$ 676 mil por danos morais e materiais à mãe de um motorista, de 23 anos, assassinado durante corrida pela empresa em julho de 2018 em Fortaleza. A determinação partiu da 3ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 7ª Região (TRT7), em Fortaleza, no dia 15 deste mês, por considerar o caso como acidente de trabalho.

O rapaz foi abordado por grupo armado durante viagem solicitada pelo aplicativo de transporte e morto a tiros quando foi identificado como ex-militar. O motorista teve seu corpo arrastado e atirado no mar. O jovem trabalhava exclusivamente para a empresa e usava a renda entre R$ 3 mil e R$ 3,5 mil para contribuir com o sustento da mãe.

Da decisão cabe recurso.

3 Comentários

  1. Jallbert

    Muito justo, mas se a onda pega, a Uber vai pegar o beco aqui do Brasil é rapidinho, pois o que se mata de motoristas de aplicativos aqui nesse lugar sem lei e sem ordem, vai fazer a operadora de transportes por aplicativos repensar seu negocio por aqui. É triste, mas é a pura verdade…

  2. Eluiza

    Pelo que lí acima ainda cabe recurso mas espero sinceramente que seja dada vitória para mãe desse rapaz assassinado.
    E que todos que já entraram com alguma ação justa contra esse APP também sejam vitoriosos pois esse APP só se aproveita das pessoas visando apenas o lucro dela e sem nenhum respeito pelos seres humanos que fazem uso dele para sustentarem suas famílias que por conta da crise em todo país se veem sem saida sugeitando -se a essas migalhas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.