Menu fechado

PSL e DEM marcam data para oficializar fusão. A prioridade é lançar candidato a presidência da República

Por unanimidade em reunião nesta terça-feira, o PSL decidiu aprovar a realização de convenção para oficializar fusão com o DEM. Na semana passada, o DEM havia tomado decisão idêntica, também por unanimidade. A estratégia de PSL e DEM é criar um novo partido que teria, em 2022, o maior fundo eleitoral e partidário do país, bem como o maior tempo de propaganda na televisão.

Convenção conjunta está prevista para a próxima semana, quarta-feira, 06 de outubro, para confirmar a fusão. Juntos, o novo partido terá 81 deputados, a maior bancada da Câmara Federal. O Fundo Partidário chegará a R$ 160 milhões de reais.

Conforme Antônio Carlos Magalhães Neto, presidente nacional DEM, a prioridade é lançar uma candidatura único para presidência da República no próximo ano, como uma terceira via de oposição ao presidente Bolsonaro e ao ex-presidente Lula.

O deputado federal Luciano Bivar (PE) será o presidente do partido que resultar da fusão do PSL ao DEM. Já o atual presidente nacional do DEM, ex-prefeito de Salvador ACM Neto, ocupará as funções de secretário-geral. A denominação do novo partido ainda será definida.

1 Comentário

  1. JOAO LUCENA ARARUNA

    É brincadeira estes políticos, preocupados em ter uma maior fatia no Fundão partidário, unir DEM E PSL. Vamos acabar com essa farra de dinheiro, quem quiser ser candidato, banque com recursos próprios e fixa um salário, pronto.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.