Menu fechado

As “meias informações” que merecem atenção da sociedade brasileira

A Globo News seguindo sua linha de “meias informações”, agora pouco, no “Globonews em ponto”, a jornalista ao discorrer acerca da morte da genitora do empresário Luciano Hang, o laudo cadavérico mais uma vez veio a tona, imputando a Hang o fato de divergência em seu depoimento quanto a causa morte e o momento que tomou conhecimento desta informação. 

O que a jornalista não disse é que foi exibido e entregue ao comando da CPI, um documento formal onde a Comissão interna do hospital da Prevent Senior, que revisa laudos corrigiu a causa morte, incluindo Covid-19, o qual foi enviado as autoridades sanitárias. Em outras palavras,  não ocorreu subnotificação.

Ontem, no mesmo caminho, o canal citado aponta que hang confessou que “possui contas no exterior”. Nenhuma palavra foi dita que ele complementou, “todas informadas à Receita Federal”.

CÁ PRA NÓS: O que leva a tamanha parcialidade, onde um empresário tem seu depoimento recortado em pontos fundamentais para o julgamento da sociedade?

2 Comentários

  1. Reinaldo Martins

    ISSO NÃO É JORNALISMO…..É UMA IMPRENSA FORMADORA DE OPINIÕES, DE LAVAGEM CEREBRAL E IDEOLÓGICA. NÃO EXISTE JORNALISMO SÉRIO NA TV.
    SE QUEREM UM JORNALISMO IMPARCIAL ASSISTAM OS PINGOS NOS IS NO YOUTUB E NO RÁDIO O SEM MEIAS PALAVRAS.

  2. Yvan Cavalcante

    É engraçado que médicos foram convidados a irem a CPI.mais quem apareceu foi o Advogado.se for para ajudar a prejudicar o Governo federal é bem vindo.agora se for defender os apoiadores do governo é pedido pra que seja retirado da sala.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.