Menu fechado

Efeito dominó: Caem condenações de Vaccari e Carlos Bumlai

Superior Tribunal de Justiça (STJ), seguindo a decisão do STF que tornou Moro parcial, anulou a ação que condenou o pecuarista José Carlos Bumlai e o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto. Em 2016, o então juiz Sergio Moro sentenciou a dupla por um empréstimo de R$ 12 milhões, tomado do Banco Schahin, para pagar dívidas do PT. Vaccari havia sido condenado a 6 anos e 8 meses de reclusão em regime semiaberto. Bumlai, a nove anos e 10 meses. Ambos são aliados do ex-presidente Lula.

No STJ, foi acolhido por maioria o argumento da defesa segundo os quais a Justiça de Curitiba era incompetente para julgar o caso porque se trata de “suposto crime eleitoral”. 

CÁ PRA NÓS: Lembram quando alguns ministros do STF desmentiram o efeito dominó como consequência da decisão sobre Moro, alegando que deveria ficar restrita a Lula?. O crime compensou!

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.