Menu fechado

Médicos que defendem tratamento precoce são censurados e processados

Pauta da Gazeta do Povo expõe a perseguição que médicos que defendem o tratamento precoce estão sofrendo em todo o país.

A matéria cita caso de profissional proibido de exercer a medicina, como no caso do médico ortopedista de Londrina Alexandre Barros Barbosa, de 50 anos, que após 26 anos de profissão teve o seu registro suspenso no início de julho pelo CRM do Paraná (CRM-PR) em um processo que corre em sigilo. Impedido de exercer a profissão por cinco meses, Barbosa conta que nunca teve nenhuma condenação e processo ético no conselho da classe e que a denúncia não partiu de nenhum paciente.

Outro a se dizer perseguido é o médico pneumologista Wagner Malheiros, de Cuiabá, no Mato Grosso. Ele narra uma série de agressões, chegando ao ponto de receber ameaças no seu escritório. Chamado de mentiroso pela mídia, ele conta que nunca foi convidado para explicar seus comentários.

“Somos perseguidos e desacreditados a todo o momento,  como se nós fossemos criminosos. Eu tratei mais de cinco mil pacientes, perdendo apenas um, mas eu sou criminoso? Talvez eles ficassem felizes se eu não tivesse prescrito nada”, diz.

Mas, algumas vitórias na justiça já começam a aparecer. O médico Marcos Falcão, baseado em Maceió (AL), conseguiu vencer o Google na justiça. O provedor de vídeos foi condenado a pagar indenização de 500 mil reais por ter retirado do ar um vídeo onde Marcos lia a bula da vacina da AstraZeneca informando sobre como a substância age após ser inoculada no braço de alguém saudável.

Leia matéria completa em:

https://www.gazetadopovo.com.br/ideias/medicos-que-defendem-o-tratamento-precoce-sao-censurados-e-processados/





1 Comentário

  1. EDILSON FERREIRA

    A conclusão que tenho a respeito da criminalização ao tratamento precoce, a perseguição a quem defende, faz ou fez uso do tratamento, tem um nome, CORRUPÇÃO. Parece que alguém está ganhando muito dinheiro com a comercialização dessas vacinas e ganhou com respiradores e outros equipamentos comercializados para os hospitais.
    Dois familiares meus tiveram Covid e se curaram em menos de quatro dias com o Tratamento Precoce.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.