Menu fechado

Consórcio Nordeste: 48 milhões comprados de respiradores mais de 50% era propina

O deputado estadual e presidente da CPI da Covid no Rio Grande do Norte, Kelps Lima (Solidariedade), disse na última sexta-feira (15) que mais da metade dos R$ 48 milhões que o Consórcio do Nordeste pagou por respiradores seria para propina.

“A documentação é estarrecedora. Havia um conluio, uma negociação de mais de 50% do valor pago dos R$ 48 milhões seria só para desvio, com propina. A operação deu errado porque ela foi toda desastrosa e nenhum respirador foi entregue. Os estados perderam 100% do dinheiro investido”, revelou Kelps em entrevista ao programa Pingo nos Is, da Jovem Pan.

O deputado ainda completou: “Este tema não ser investigado no Congresso é estranho. A investigação é muito objetiva. O acesso aos documentos demonstra que o dinheiro foi literalmente roubado. E mais, os nove governadores do Nordeste têm acesso à documentação sigilosa que a CPI teve acesso”.

Mossoró Notícias.

CÁ PRA NÓS: A ser confirmado todas as investigações, e segundo o deputado, elementos já existem, o pior dos crimes. Mataram quantos, com os 300 respiradores que não chegaram aos hospitais nordestino?

Como uma figura dessa e outros não foram sequer afastados ou demitidos de suas funções que exercem no Consórcio do Nordeste? É inconcebível o silêncio dos Governadores!

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.