Menu fechado

Vacina brasileira contra a covid em spray nasal pode ser realidade em 2022

Conforme a CNN, o Instituto do Coração do Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo (Incor/USP) realizou, nesta quinta-feira (21), o pedido de autorização junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para início dos estudos clínicos de fases 1 e 2 de uma candidata a vacina contra a Covid-19 administrada em spray nasal.

Os ensaios pré-clínicos, realizados com a utilização de animais, mostraram que aqueles imunizados com a candidata a vacina apresentaram altos níveis de anticorpos do tipo IgA e IgG, além de uma resposta celular protetora.

“Estamos esperançosos nos resultados clínicos desta vacina em spray, pois todos os testes que nos propomos a fazer têm nos mostrados importantes conquistas no combate ao vírus”, disse o coordenador do estudo, Jorge Kalil, diretor do Laboratório de Imunologia do InCor e professor da Faculdade de Medicina da USP, em um comunicado.

Segundo o Incor, o início dos testes clínicos está previsto para janeiro de 2022. O estudo contará com 280 participantes distribuídos em 7 grupos. A divisão permitirá avaliar a eficácia, segurança e dosagem do imunizante. As duas primeiras fases terão duração de até três meses, contemplando a análise de segurança, a resposta imune e o esquema vacinal mais adequado.

O imunizante desenvolvido pelo Laboratório de Imunologia do Incor conta com a parceria da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), da Faculdade de Medicina, do Instituto de Ciências Biomédica e da Faculdade de Ciências Farmacêuticas, da USP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.