Menu fechado

Presidente da OAB de Tocantins é denunciado por compra de sentenças

A subprocuradora-geral da República Lindôra Araujo denunciou ao Superior Tribunal de Justiça o presidente da OAB de Tocantins, Gedeon Pitaluga, por compra de sentenças no Tribunal de Justiça do estado. A denúncia envolve um processo de licitação do município de Palmas para a escolha da empresa de coleta de resíduos.

Pitaluga é acusado de fazer pagamentos indevidos ao desembargador Ronaldo Eurípedes para que ele decidisse, em abril de 2015, a favor de uma empresa da capital. A subprocuradora diz que “Gedeon Batista Pitaluga Júnior há mais de 15 anos, vem utilizando-se da profissão de advogado, das instituições de classe que a representam e de suas relações políticas para cometer crimes diversos e locupletar-se com recursos advindos da atividade criminosa”. 

Em junho, a Justiça Federal no Tocantins já havia condenado Pitaluga a três anos e meio de prisão, em regime inicialmente aberto, por usar documentos falsos.

Crusoé

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.