Menu fechado

Julgamento do TRF-1 decide por quebra de sigilo de dados de Advogado de Adélio

A Segunda Seção do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) rejeitou por 3 votos contra 1, pleito da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) que questionou a busca realizadas no escritório do advogado de Adélio Bispo, autor da facada contra o então candidato Jair Bolsonaro, durante a campanha eleitoral de 2018, que apreendeu materiais e celular.

A 3ª Vara da Subseção Judiciária de Juiz de Fora (MG), decidiu pelo acesso aos dados do advogado Zanone Manuel de Oliveira Júnior, entretanto, um desembargador deu uma liminar suspendendo a decisão. Nesta quarta-feira, 3, o colegiado ratificou a sentença de 1° grau.

A defesa de Bolsonaro considera que o material pode ajudar a esclarecer se Adélio Bispo agiu de fato sozinho ou teve algum tipo de auxílio, como financiamento e aponta que decisão do TRF-1 viabiliza a reabertura da apuração.

2 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.