Menu fechado

Vereadores de Fortaleza querem proibir banheiros compartilhados

Depois de ficarem revoltados com placa contra a transfobia instalada em banheiros da Rede Cuca, vereadores da Câmara Municipal de Fortaleza querem proibir a prática em toda a cidade. Parlamentares apresentaram projetos proibindo que estabelecimentos privados ou públicos disponibilizem banheiros unissex, compartilhados ou similares.

Uma das propostas é de autoria do vereador Carmelo Neto (Republicanos), parlamentar bolsonarista que está em seu primeiro mantado no Legislativo da Capital cearense. De acordo com o projeto de Lei, fica proibida a utilização de identidade de gênero para acesso a banheiros e vestiários de equipamentos e órgãos da administração direta ou indireta do Município.

Já o vereador Julierme Sena (PROS) foi além e quer proibir no âmbito do Município de Fortaleza que os estabelecimentos públicos ou privados disponibilizem banheiros unissex, compartilhados ou similares. Os parlamentares, que se apresentam como conservadores, alegam que tais equipamentos podem ser utilizados por pessoas mal intencionadas, facilitando a prática de crimes sexuais.

Na semana passada, na sessão ordinária de quinta-feira (28), o vereador Jorge Pinheiro (PSDB) levou o tema à tribuna do Plenário Fausto Arruda, e cobrou explicações da Prefeitura de Fortaleza.

No mesmo dia, no período da tarde, Inspetor Alberto (PROS) foi até o Cuca do José Walter e arrancou as placas, criticando a medida. A Polícia Civil investiga a atitude do parlamentar, que é policial civil afastado.

O parlamentar já e alvo de investigação por usurpação da função pública, após utilizar fardamento da instituição para “caçar” o assassino em série Lázaro Barbosa de Sousa, em Goiás, no início do ano.

Blog do Edison Silva

4 Comentários

  1. Rodolphe

    Mais uma lei elaborada sem a consulta dos setores produtivos, tem muitos comércios que não tem espaço físico para tal medida.
    Está lei ira valer nos bairros bacanas da cidade, mas será sem aplicação nos bairros mais humildes e nos comércios de bairro.
    Enfim mais uma lei para inglês ver. Quem tem cnpj e contribui com impostos terá de pagar os custos da construção de mais um wc no seu estabelecimento.

  2. Anônimo

    A assembleia do estado tem que tomar uma atitude e acabar com essa patifaria! Por fim a essa esculhambação de banheiros compartilhados. Cada um no seu cada um, sem essa de pessoas de sexo diferente dividirem o mesmo banheiro. Principalmente referente a espaços públicos como shoppings e mercados, onde pessoas de toda índole circulam, onde pode entrar no banheiro onde se encontra uma mulher ou uma adolescente ou então uma criança e cometer algum tipo de crime sexual…

  3. Anônimo

    A assembleia do estado tem que tomar uma atitude e acabar com essa patifaria! Por fim a essa esculhambação de banheiros compartilhados. Cada um no seu cada um, sem essa de pessoas de sexo diferente dividirem o mesmo banheiro. Principalmente referente a espaços públicos como shoppings e mercados, onde pessoas de toda índole circulam, onde pode entrar no banheiro onde se encontra uma mulher ou uma adolescente ou então uma criança e cometer algum tipo de crime sexual…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.