Menu fechado

A maioria dos crimes imputados a Bolsonaro já foram rejeitados pela PGR

Seis dos nove crimes imputados a Jair Bolsonaro no relatório da CPI da Covid foram descartados pela PGR, em apurações preliminares anteriores feitas pelo órgão em resposta a investigações solicitadas pelo STF. 

O jornal Gazeta do Povo fez um levantamento onde mostra que acusações contra o presidente da República pelos crimes de epidemia, infração de medida sanitária, charlatanismo, incitação ao crime, crimes contra humanidade e de responsabilidade já foram total ou parcialmente rejeitadas por Aras e seus auxiliares. 

As acusações de prevaricação, emprego irregular de verbas públicas e falsificação de documento, ainda não foram analisadas a fundo. Sobre o suposto crime de “epidemia com resultado em morte”, por exemplo, a PGR já afirmou, em manifestações apresentadas desde março do ano passado, que é impossível determinar o autor específico da contaminação. 

Apenas o primeiro crime, relacionado à suposta omissão de Bolsonaro ante o conhecimento de suspeitas de irregularidades na compra da vacina indiana Covaxin, virou objeto de um inquérito formal no STF e, por isso, tem a investigação mais avançada dentro do órgão.

CÁ PARA NÓS: Os supostos crimes foram analisados por denúncias de parlamentares, cidadãos e instituições.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.