Menu fechado

Investigação contra ministro da Justiça é enterrada pelo TSE

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) arquivou definitivamente uma apuração aberta contra o ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, por suposta propaganda eleitoral antecipada.

A investigação foi instaurada a pedido do ministro Alexandre de Moraes do STF, depois de Torres participar da live do presidente Jair Bolsonaro no dia 29 de julho, ocasião em que comentou acerca do processo eleitoral. O motivo era porque “o ministro era cotado para concorrer a um cargo no DF nas próximas eleições”.

A decisão foi proferida pelo então corregedor-geral do TSE, Luis Felipe Salomão, no último dia 26 de outubro, em sua última semana no TSE.

CÁ PRA NÓS: Bem claro: “lá vai”, agora ser cotado para concorrer a cargo eletivo é prenúncio de possível crime de propaganda antecipada ao comentar o processo eleitoral?. Foi muito bem o ex-corregedor ao enterrar essa tese estapafúrdia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.