Menu fechado

Urgente: Alexandre de Moraes suspende quebra de sigilo de Bolsonaro

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moraes, atendendo pleito da Advogacia-geral da União (AGU), suspendeu a quebra do sigilo telemático do presidente Jair Bolsonaro, que foi decidido pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) em sua última sessão.

Moraes, arguiu que a medida extrapola limites legais investigativos.

CÁ PRA NÓS: Essa CPI…..

4 Comentários

  1. Antônio

    Eu sinceramente não entendo como é que deverá funcionar cada poder, lógico que cada um deles tem sua área de atuação, onde os três poderes são parte do governo FEDERAL, estadual e municipal, ou seja: executivo, legislativo e judiciário, cada poder com sua área de atuação. Então é preciso responsabilizar quem infringir direitos do outro, é o que está faltando prá moralizar as coisas no Brasil. Reduzir custos desses poderes, fazer uma grande reforma e colocar as coisas nos respectivos lugares, vamos lutar por isso, políticos, e juízes tem que passar por avaliação do povo também, como eu ainda não sei, mais há de ter um jeito pra isso.

  2. Antônio

    Presidente e vice presidente, senador, deputado federal, juízes de todos escalões, vara etc., governadores, deputados estadual, prefeitos e vice prefeitos assim como Vereadores, são todos servidores públicos que devem trabalhar para benefício do povo de sua jurisdição, de acordo com a nossa construção federal. Prá isso existe o poder judiciário, que deveria acompanhar toda movimentação dos demais poderes e orientar os demais poderes, quando um servidor público sai da rota o judiciário teria que saber o que levou a fazer o que fez, todo rouba, desvio, lavagem de dinheiro público o poder judiciário é responsável com o criminoso. Então o que se ver é que poder judiciário não cumpre o dever com a sociedade.

  3. Pinto

    A única coisa que o Prefeito poderia fazer no momento seria exonerar do cargo comissionado, já a questão de ficar preso ou não é da responsabilidade da justiça, que com certeza cumpriu o que a lei manda. Mas o Processo será instaurado pela Justiça e ela responderá pelo seu ato. Sem dúvida foi um exagero e a vítima é totalmente inofencivel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.