Menu fechado

PGR mostra irritação com cobrança de Aziz. Senador é investigado no Amazonas

Conforme coluna de Igor Gadelha no Metrópoles, a cúpula da Procuradoria-Geral da República (PGR) está bastante irritada com senadores que comandaram a extinta CPI da Covid no Senado. A principal irritação é com o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM).

Integrantes da direção da PGR avaliam que Aziz passou do ponto nos últimos dias no tom de cobrança para que o procurador-geral da República, Augusto Aras, dê andamento ao relatório final da comissão.

A irritação aumentou após a Comissão de Direitos Humanos aprovar convite para que Aras vá ao Senado esclarecer o que fez até agora com os pedidos de indiciamento aprovados no parecer final da CPI.

Ao comentar o convite a Aras na segunda-feira (22/11), Aziz afirmou que “o doutor Aras tem obrigação (de investigar), assim como os Ministérios Públicos Federal e Estadual dos Estados que nós visitamos”.

Nos bastidores, o próprio Aras faz questão de lembrar que o presidente da CPI é alvo de investigações no Amazonas, o que foi lido por aliados do procurador como uma promessa de “troco” contra Aziz.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.