Menu fechado

Violência sem fim: Pai e filhos são executados e carbonizados

Um pai e os dois filhos, naturais de São Paulo, que trabalhavam como mecânicos, foram encontrados mortos entre os municípios de Caucaia e São Gonçalo do Amarante, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), nesta quarta-feira (1º). Eles estavam desaparecidos desde o domingo (28). 

As vítimas foram identificadas como Pedro Leal da Silva, 53, Keilon Martins da Silva, 23, e Kearney Martins da Silva, 25. A morte da família foi confirmada ao Diário do Nordeste pela esposa de Pedro e madrasta dos jovens, Tamires Leal. 

O trio estava no Ceará a trabalho, para empresa que é filial da mesma na qual eles trabalham em SP. 

Segundo a mulher, que está em São Paulo, mas já tinha passagem comprada para vir ao Ceará encontrar a família, eles desapareceram no fim da tarde do domingo. A última mensagem foi recebida por Tamires às 16h55: “Eles disseram que estavam na praia e já estavam quase indo embora”. 

“Eles saíram para trabalhar, não mexiam com nada errado. Eram trabalhadores e não tinham ido antes ao Ceará. Eu já tinha passagem comprada, mas não vou mais. O que eu vou fazer no inferno que matou minha família?”, desabafou a agora viúva. 

CADÁVERES 

Os corpos foram encontrados em uma estrada de matagal no distrito de Santa Rosa por moradores da região. A Polícia Militar do Ceará (PMCE) foi acionada ao local, com a Perícia Forense (Pefoce). 

Conforme a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o pai e os dois filhos foram alvejadas por disparos de arma de fogo. 

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil do Ceará (PC-CE), foi ao local realizar os primeiros levantamentos. O caso será investigado pelo Núcleo de Homicídios e Proteção à Pessoa (NHPP) da Delegacia Metropolitana de Caucaia.  

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.