A farmacêutica Pfizer reconheceu nesta sexta-feira (17) que sua vacina de dose dupla contra a Covid-19 não se mostrou eficaz em estudos com crianças de 2 a 5 anos de idade e informou que agora tentará adicionar uma terceira aplicação após dois meses para aumentar essa eficácia.

Se o estudo mostrar maior eficácia com essa terceira injeção, a Pfizer apresentará a formulação às agências reguladoras no primeiro semestre de 2022 para aprovação de uma autorização de uso emergencial.

Estudos em crianças mostraram, entretanto, que a dose dupla era adequada para bebês de 6 a 24 meses de idade. Além disso, a empresa diz que avaliará se deve recomendar uma terceira dose de 10 microgramas para pessoas de entre 5 e 12 anos.

Gazeta do Povo

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here