Menu fechado

Camilo vai gastar R$ 31 milhões com hospitais de campanha

O boletim epidemiológico semanal da Secretaria Municipal de Fortaleza (SMS), divulgado ontem, segunda-feira, 31, mostra que a Capital cearense encerrou o mês de janeiro com redução na taxa de positividade dos testes de detecção e na demanda por atendimentos de síndromes gripais na rede de assistência hospitalar.

Já no Ceará, conforme dados da plataforma IntegraSUS da Secretaria da Saúde do Ceará (SESA), de hoje, 1°, as Unidades de Terapia Intensiva (UTIs), estavam com 75,96% de ocupação atendendo vítimas da Covid-19, em queda, já que chegou a 86,94 % no ponto alto no mês de janeiro.

O quadro atual é de estabilidade, de acordo com a SESA.

Neste quadro o governo do Ceará contratou por R$ 20.285.596,80 (vinte milhões, duzentos e oitenta e cinco mil, quinhentos e noventa e seis reais e oitenta centavos), 12 hospitais de campanha, e mais R$ 11.295.000,00 (onze milhões, duzentos e noventa e cinco mil), para locação de equipamentos de Utis e leitos, tudo pelo período de 180 dias.

CÁ PRA NÓS: A preocupação do governante com a saúde da população é prioritária, entretanto, a decisão para investir esse montante de dinheiro público deve ser alicerçada nos dados já obtidos em outros países, que enfrentaram primeiro a atual onda da ômicron e conseguiram traçar a curva epidemiológica. Se necessário, aplicado com austeridade e transparência, poderá ser fundamental.

Confira argumentos utilizados nas justificativas nos documentos abaixo:

*Foto ilustrativa

smp.news ” SOMENTE A VERDADE INTERESSA ” – Compartilhe, fortaleça a mídia independente.

2 Comentários

  1. Yvan Cavalcante

    Enquanto o governo Federal estiver liberando verbas.o dinheiro corre solto.e a população não participa como investir e quais suas prioridades dessas verbas.jeito petista de governar.Boldomaro 2022 Novamente ✨🇧🇷

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.