Menu fechado

Adversário de Bolsonaro tem contas desaprovadas e deve devolver R$ 2,2 milhões

Por maioria de votos, o plenário do Tribunal Superior Eleitoral manteve a desaprovação da prestação de contas de campanha do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (foto), do PSD, referente às eleições de 2016 e determinou o ressarcimento ao erário de R$ 2,2 milhões.

O prefeito alegou que foi realizada doação de recursos próprios para a campanha eleitoral, por meio de venda de imóvel a seus filhos. Segundo afirmou, ele vendeu, em 10 de outubro de 2016, 37,5% do imóvel situado no bairro de Lourdes, em Belo Horizonte, para os seus três filhos, no valor de R$2.231.250. Na mesma data, os filhos do prefeito venderam imóvel situado no bairro Serra, em Belo Horizonte, para a CBC Imóveis e Conservadora Ltda, no valor de R$5.231.250,00 – sendo que a entrada, no valor de R$2.231.250,00 seria transferida para Kalil em 14 de outubro.

Em maio de 2017, o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) manteve a sentença dada na primeira instância e desaprovou as contas de campanha apresentadas por Kalil.

O Antagonista

CÁ PRA NÓS: Kalil, caiu!

smp.news ” SOMENTE A VERDADE INTERESSA ” – Compartilhe, fortaleça a mídia independente.

1 Comentário

  1. maria de fatima ribeiro

    devolve e mais que correto essa desses politicos e so botando a mao no buraco do tatu acham que não fica para sempre as escondidas um dia a verdade aparece e muito importante a pessoa andar de cabeça erguida confianca e dguinidade sao bons companheiros caminham lado a lado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.