Menu fechado

Entidades saem em defesa de Aras após críticas da CPI da Pandemia

A Associação Nacional dos Procuradores da República e a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público se manifestaram a favor do trabalho do MP e da análise imparcial do relatório enviado pela CPI da Pandemia após críticas do procurador-geral da República Augusto Aras aos trabalhos do colegiado.

Em entrevista à CNN na terça, Aras afirmou que não iniciou inquéritos porque os senadores não apresentaram provas de irregularidades nos documentos finais entregues à PGR no final do ano passado, apenas “informações desconexas, desorganizadas”.

“O trabalho realizado pela CPI da Pandemia representa um importante instrumento de análise pelo Parlamento quanto aos fatos investigados, que, para serem levados ao Judiciário, em qualquer instância, demandam dos membros do Ministério Público brasileiro a identificação de elementos de prova e a qualificação jurídica específica para fundamentar as medidas a serem adotadas”, diz trecho da nota divulgada.

As entidades reforçam que o relatório da CPI da Pandemia, assim como qualquer outra notícia e documento encaminhados ao Ministério Público, será analisado de forma “técnica e imparcial”, seguindo a Constituição.

Coluna Radar, Veja

smp.news “SOMENTE A VERDADE INTERESSA ” – Compartilhe, fortaleça a mídia independente.

Canal de Ouvidoria: 85 99761.0860 zap

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.