Menu fechado

Barril dispara e Pacheco ainda ‘segura’ projetos para reduzir preços

O tempo passa, o tempo voa, a guerra na Ucrânia faz disparar os preços do petróleo, mas o presidente roda-presa do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD), continua numa boa, sem pressa. Ele não demonstra interesse efetivo em pautar projetos pendentes que amenizem o impacto do preço dos combustíveis no bolso do cidadão. Desde o retorno do recesso, há quase 40 dias, ele promete votação. Mas nada anda sob sua batuta.

Ciúmes paralisantes

Proposta de emenda aprovada na Câmara em outubro prevê redução imediata de preços, mas, enciumado, Pacheco segurou sua tramitação.

Prepare o bolso

Gerentes da Petrobras, que definem os aumentos, esfregavam as mãos de contentamento com a “defasagem” de preço dos combustíveis: 25%.PUBLICIDADE

Talvez, quem sabe…

Há dois projetos de lei (PL) em tramitação no Senado, que tratam do aumento do preço dos combustíveis.

Projeto principal

Um deles prevê alíquota unificada de valor fixo para o ICMS sobre combustíveis. O outro propõe a criação de fundo para controlar preços.

Cláudio Humberto, Diário do Poder

smp.news “SOMENTE A VERDADE INTERESSA” – Compartilhe, fortaleça a mídia independente.

Canal de Ouvidoria: 85 99761.0860 zap

1 Comentário

  1. Paulo Campos

    Esse cara é uma desgraça para o Brasil. Antes era o gordo do Maia da câmara dos deputados agora esse Pacheco no Senado, temos que renovar esse congresso ou o Brasil não terá cura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.